.


.

  24 Horas
  Papo de Mídia
  Academia Esportiva
  Papo Especial
  Especiais PB
  O Jogo da Minha Vida
  Rádio PB
  PB Interativo
  Sites Parceiros

.

.

OFERECIMENTO

.

ATENÇÃO: página melhor visualizada em 1024 x 768 - Seja bem vindo ao PAPO DE BOLA - O SITE!

.

PAPO DE MÍDIA: COLUNA
Informações e opiniões sobre a imprensa esportiva

"

Agenda da TV
Eventos ao vivo e/ou em VT inédito.
Obs.: horários de Brasília.


Domingo, 30/4/2017
6:30 - Automobilismo, Mundial de Superbike: etapa Supersport da Holanda - ESPN+
7:00 - Futebol, Campeonato Espanhol: Osasuna x La Coruña - WATCH ESPN (Internet)
7:30 - Futebol, Campeonato Italiano: Roma x Lazio - FOX SPORTS
8:00 - Futebol, Campeonato Inglês: Manchester United x Swansea - ESPN BRASIL
8:00 - Automobilismo, Mundial de Superbike: segunda bateria da Holanda - ESPN+
8:30 - Futebol, Campeonato Chinês: Chongqing Lifan x Shanghai SIPG - BANDSPORTS
8:40 - Ciclismo, Tour de Romandie: sexta etapa - WATCH ESPN (Internet)
9:00 - Automobilismo, Fórmula 1: GP da Rússia - GLOBO
9:20 - Automobilismo, Mundial de Superbike: etapa Supersport 300 da Holanda - ESPN+
10:00 - Futebol, Campeonato Paulista Série A3: Olímpia x Portuguesa Santista - FPF TV (Internet)
10:00 - Futebol, Campeonato Carioca Sub-20: Fluminense x Vasco (final da Taça Guanabara) - GLOBOESPORTE.COM (Internet)
10:00 - Futebol, Campeonato Italiano: Crotone x Milan - ESPN
10:00 - Vôlei de Praia, Circuito Banco do Brasil: finais masculinas do Superpraia - SPORTV3
10:00 - Tênis, WTA de Stuttgart: final - SONY
10:00 - Radicais, Desafio Internacional de Skate Street: Skate TotalUrbe - SPORTV2
10:05 - Futebol, Campeonato Inglês: Everton x Chelsea - ESPN BRASIL
10:05 - Futebol, Campeonato Inglês: Middlesbrough x Manchester City - ESPN+
10:30 - Futebol, Campeonato Alemão: Augsburg x Hamburgo - FOX SPORTS 2
10:30 - Futsal, Copa Europa: final - SPORTV
11:00 - Rúgbi, Premiership: Bath x Gloucester - WATCH ESPN (Internet)
12:00 - Basquete, LBF: Uninassau x Corinthians/Americana (final, jogo 4) - SPORTV2
12:00 - Tênis, WTA de Monterrey: final - SONY
12:30 - Futebol, Campeonato Inglês: Tottenham x Arsenal - ESPN BRASIL
12:30 - Futebol, Campeonato Alemão: Hoffenheim x Eintracht Frankfurt - ESPN+
14:00 - Futebol, Campeonato Português: Braga x Sporting - EI MAXX e BANDSPORTS
14:00 - Basquete, NBA: Washington Wizards x Boston Celtics - SPORTV3
15:00 - Automobilismo, Nascar Monster Energy: etapa de Richmond - FOX SPORTS 2
15:45 - Futebol, Campeonato Espanhol: Celta x Athletic Bilbao - ESPN+
15:45 - Futebol, Campeonato Italiano: Internazionale x Napoli - FOX SPORTS
16:00 - Futebol, Campeonato Carioca: Fluminense x Flamengo (final, ida) - GLOBO (RJ, ES, DF, PE, RN, PB, SE, MA, PI, PA, AM, RO, RR, AP, AC, TO e região de Juiz de Fora) e PREMIERE
16:00 - Futebol, Campeonato Paulista: Ponte Preta x Corinthians (final, ida) - GLOBO (SP e PR) e SPORTV
16:00 - Futebol, Campeonato Mineiro: Cruzeiro x Atlético (final, ida) - GLOBO MINAS (MG exceto Juiz de Fora) e PREMIERE
16:00 - Futebol, Campeonato Gaúcho: Internacional x Novo Hamburgo (final, ida) - RBS (RS) e PREMIERE
16:00 - Futebol, Campeonato Catarinense: Avaí x Chapecoense (final, ida) - RBS (SC) e PREMIERE
16:00 - Futebol, Campeonato Paranaense: Atlético x Coritiba (final, ida) - CANAIS OFICIAIS DOS CLUBES (Internet)
16:00 - Futebol, Copa do Nordeste: Bahia x Vitória - REDE BAHIA (BA) e EI MAXX
16:00 - Futebol, Campeonato Cearense: Ferroviário x Ceará (final, jogo 1) - VERDES MARES (CE), DIÁRIO (CE) e EI MAXX 2
16:00 - Futebol, Campeonato Alagoano: CRB x CSA (final, ida) - GAZETA (AL)
16:00 - Futebol, Campeonato Goiano: Vila Nova x Goiás (final, ida) - ANHANGUERA (GO) e PREMIERE
16:00 - Futebol, Campeonato Mato-Grossense: Cuiabá x Sinop (final, ida) - CENTRO AMÉRICA (MT)
16:00 - Futebol, Campeonato Sul-Mato-Grossense: Novoperário x Corumbaense (final, ida) - MORENA (MS)
16:00 - Futebol, Campeonato Paraense: Remo x Paysandu (final, ida) - CULTURA (PA)
16:00 - Futebol, Campeonato Francês: Nice x Paris Saint Germain - SPORTV2 e ESPN BRASIL
16:30 - Basquete, NBA: Los Angeles Clippers x Utah Jazz - SPORTV3
18:00 - Futebol de Areia, Copa do Mundo: Paraguai x Portugal - SPORTV3
18:30 - Futebol, Campeonato Paraibano: Treze x Botafogo (final, ida) - EI MAXX
18:30 - Basquete, NBB: Bauru x Brasília - SPORTV2
18:30 - Basquete, Liga ACB: Real Madrid x Estudiantes - FOX SPORTS 2 (gravado)
19:30 - Futebol de Areia, Copa do Mundo: Brasil x Polônia - SPORTV
20:00 - Hóquei no Gelo, NHL: Anaheim Ducks x Edmonton Oilers - ESPN+
20:00 - MMA, Shooto 71: Rafael Apocalipse x Natan Leite - SPORTV3 e COMBATE
21:00 - Beisebol, MLB: Chicago Cubs x Boston Red Sox - ESPN

Segunda, 1/5/2017
16:00 - Futebol, Campeonato Inglês: Watford x Liverpool - ESPN BRASIL
16:00 - Futebol, Campeonato Espanhol: Málaga x Sevilla - FOX SPORTS 2
17:00 - Futebol, Campeonato Potiguar: ABC x Globo (final, volta) - EI MAXX
18:00 - Futebol, Campeonato Belga: Anderlecht x Brugge - FOX SPORTS 2 (gravado)
19:00 - Basquete, NBB: Pinheiros x Flamengo - SPORTV3
20:00 - Futsal, LNF: Corinthians x Copagril - SPORTV
20:00 - Basquete, NBA: Cleveland Cavaliers x Toronto Raptors - SPORTV2
20:00 - Beisebol, MLB: Cleveland Indians x Detroit Tigers - ESPN+
20:30 - Hóquei no Gelo, NHL: Washington Capitals x Pittsburgh Penguins - ESPN
22:30 - Basquete, NBA: San Antonio Spurs x Houston Rockets - SPORTV2

Terça, 2/5/2017
15:30 - Futebol, Campeonato Paulista Série A2: Água Santa x Bragantino - SPORTV
15:45 - Futebol, Liga dos Campeões da UEFA: Real Madrid x Atlético de Madrid - GLOBO, BAND, EI MAXX e GLOBOESPORTE.COM (Internet)
17:00 - Futebol, Campeonato Brasileiro Feminino: Ponte Preta x Flamengo - SPORTV2
19:00 - Futebol, Campeonato Paulista Série A2: São Caetano x Rio Claro - SPORTV
19:00 - Futebol de Areia, Copa do Mundo: Brasil x Japão - SPORTV
19:30 - Futebol, Copa Libertadores: Atlético Tucumán x Peñarol - FOX SPORTS
19:30 - Basquete, NBB: Paulistano x Franca - SPORTV3
20:00 - Beisebol, MLB: Baltimore Orioles x Boston Red Sox - ESPN+
21:00 - Futebol, Copa Libertadores: Atlético Nacional x Estudiantes - SPORTV2
21:00 - Basquete, NBA: jogo a confirmar - ESPN
21:30 - Basquete, LBF: Corinthians/Americana x Uninassau (final, jogo 5) - SPORTV3
21:45 - Futebol, Copa Libertadores: Botafogo x Barcelona - SPORTV
Domingo, 30 de abril de 2017
Rádio Guaíba completa 60 anos

Embora desde 10 dias antes o sinal já estivesse no ar em caráter experimental, foi às 20h30 de 30 de abril de 1957, um domingo, que aconteceu no Theatro São Pedro a inauguração da mais nova emissora de Porto Alegre, sob propriedade de Breno Caldas (o mesmo dono dos jornais Correio do Povo e Folha da Tarde). Uma nova tradição começava a surgir com cobertura esportiva de ponta e acontecimentos internacionais reportados no local, fatos que ajudaram a torná-la um dos dínamos do AM brasileiro através dos muito potentes 720 quilociclos. A liderança de audiência foi conquistada no início dos anos 60 e perdurou até meados dos anos 80, quando começa uma crise que transforma a Guaíba. Comprada pelo empresário Renato Bastos Ribeiro, a estação se revigora e volta a trilhar um caminho seguro em sua trajetória, que ganha novos ares em 2007, quando adquirida junto dos demais veículos da Caldas Júnior pelo Grupo Record, que visava especialmente o canal de televisão.

Desde o começo e até os dias de hoje, a Rádio Guaíba está localizada no 219 da Rua Caldas Júnior, esquina com a Rua da Praia, no mesmo Edifício Hudson que há mais de um século abriga o Correio do Povo (não que isso venha ao caso, mas ali pertinho morei de 2000 a 2004, em edifício localizado ao lado do espaço que, há pouco tempo, passou a ter um Zaffari da Rua da Praia). Muitos dos mais tradicionais nomes da comunicação jornalística e esportiva do Rio Grande do Sul e do Brasil passaram por ali. Ainda hoje, a grade tem programas com boa repercussão e nomes expressivos de público cativo. O perfil acabou mudando um pouco com o passar dos anos, mas a força do nome continua à toda - e foi justamente isso que ajudou demais a sustentá-la nos seus piores momentos. Uma característica que a diferencia positivamente de outras emissoras é o Estúdio Cristal, no qual diversos programas são realizados com a possibilidade de quem por ali passar não só escutá-los, mas também assisti-los. Quando há um debate quente de futebol ou um encontro político, o alcance é ainda maior.

Claro que o tópico a seguir (exclusivamente sobre esportes, enquanto a "24 Horas" faz o mesmo com jornalismo geral e variedades) não tem a pretensão de fazer um resumo de toda a história da Guaíba por impossível isso e infelizmente nem ter material em áudio disponível na internet para algo necessariamente abrangente, mas são momentos diversos que destacam fases variadas da emissora no jornalismo geral e no segmento cultural em vertentes diversas. Fica como uma mísera e mal feita, mas sincera e honesta homenagem a este veículo fundamental para a comunicação do Sul e do Brasil, com os votos de muitos anos mais de bom trabalho.

Guaíba nas Copas do Mundo



Desde a fundação até agora, somente o torneio de 2014, justamente aqui no Brasil, não foi transmitido - e não por não querer pois queria, mas sim pela Globo não revender a ela os direitos em rádio, provavelmente consequência das limitações impostas aos globais na Olimpíada de Londres (o mesmo aconteceu nos últimos anos em Copa das Confederações, Copa América e Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro). Foi apenas a primeira falta de uma estação que, até então, se gabava com razão do título "Guaíba de Todas as Copas".

Em 1958, só a emissora da Caldas Júnior transmitiu com equipe própria o Mundial na Suécia aqui para o Rio Grande do Sul, ao passo que a concorrente Gaúcha reproduziu o som da Nacional do Rio de Janeiro (apenas teve seu comentarista Guilherme Sibemberg a ela integrado). Coube ao narrador Mendes Ribeiro e ao repórter Flávio Alcaraz Gomes (foto acima) liderarem a cobertura do primeiro título brasileiro, para isso tendo o apoio de Francisco Antônio Caldas (filho do dono Breno Caldas) e Manuel Dias, este enviado pelo jornal Folha da Tarde, além do jornalista paulista Otávio Munis, este contratado já na Europa. Com todos os cinco circuitos de telefonia disponíveis para o rádio do Brasil, Flávio obteve um canal com a cia. estatal suíça PTT e, assim, o sinal ia da Suécia até Berna via telefone e, de lá, aqui para Porto Alegre por ondas eletromagnéticas. Isso garantiu uma interação dos enviados com apresentadores daqui, como Amir Domingues e Antônio Carlos Porto. Acompanhe aqui um dos gols do Brasil na finalíssima e o apito final na voz do Mendes, além de assistir aqui ele e Flávio lembrando desta cobertura durante o programa "Fórum", na saudosa TV2 Guaíba, em um domingo de 1997.

Para 1962, uma equipe maior foi enviada ao Chile: os narradores Mendes Ribeiro, Pedro Carneiro Pereira e Ataídes Ferreira; os comentaristas Amir Domingues e Ruy Carlos Ostermann; e os repórteres Lauro Quadros, Adroaldo Streck e Flávio Alcaraz Gomes. Um canal com um transmissor SSB, com três bandas emitindo o som em frequências diferentes, permitiu à Guaíba transmitir a Copa através dele, que foi concedido por um engenheiro chileno e dividido com a Gaúcha e a Record de São Paulo, cada prefixo com uma banda. Curta aqui um gol da Seleção no bicampeonato com Mendes e Streck, além de assistir aqui Flávio lembrar as dificuldades para aquele trabalho em depoimento ao documentário "Itinerários de um Repórter", feito pela Ulbra em 2004.

Um empecilho surgiu para a Inglaterra em 1966 - aliás, dois empecilhos. O primeiro foi uma tentativa da Record de obter a exclusividade da transmissão da Copa para o rádio brasileiro. Flávio Alcaraz Gomes descobriu e denunciou isso à ABERT (Associação Brasileira das Emissoras de Rádio e Televisão). Enviado ele foi pela entidade até a FIFA para garantir um pagamento superior ao prometido pela estação paulista e impedir o monopólio, desta forma assegurando 12 posições nos estádios para as rádios brasileiras. Acontece que, no jogo inaugural, só havia 10 posições. Para não ficar de fora, a Gaúcha - que agora tinha Mendes Ribeiro, o locutor do bicampeonato pela Guaíba - se associou à Itatiaia de Belo Horizonte. Qual foi a solução arranjada pelo Flávio? Conseguir junto à BBC um monitor com a imagem do jogo e o som do estádio para transmitir em off-tube como se estivesse no estádio. Foi assim, para driblar uma concorrente, que surgiu a grande praga do rádio há uns bons anos: a transmissão em estúdio. Naquele campeonato, enviados foram os narradores Pedro Carneiro Pereira e Antônio Carlos Rezende, o comentarista Ruy Carlos Ostermann e o repórter Adroaldo Streck, além do próprio Flávio. No já citado "Itinerários de um Repórter", Alcaraz lembrou aqui do drible que deu na Gaúcha, na qual Mendes bradava que era a única de Porto Alegre em Wembley, e do slogan que significou a tática do off-tube: "Rádio Guaíba, som local e equipe local". Acompanhe aqui a indignação de Pedro para a eliminação do Brasil diante de Portugal.

O México assistiu o tricampeonato do Brasil em 1970 e, mais uma vez, os guaibeiros marcaram presença ao enviarem o narrador Pedro Carneiro Pereira, o comentarista Ruy Carlos Ostermann e os repórteres João Carlos Belmonte e Flávio Alcaraz Gomes. Este foi eleito pela ABERT para coordenar as rádios brasileiras. Uma de suas ordens foi que, para não haver desigualdades, cada transmissão só poderia ser aberta no máximo uma hora antes da partida, nunca antes disso. Como 13 rádios brasileiras transmitiram aquele Mundial e apenas cinco canais de satélite foram disponibilizados pelo governo brasileiro, a emissora da Caldas Júnior dividiu um canal com a carioca Continental, da qual se juntaram à "Grande Rede Brasileira dos Esportes" o narrador Clóvis Filho, o comentarista Carlos Marcondes e o repórter Luís Fernando. Aqui está Pedro contando o último gol da Seleção.

As três Copas seguintes tiveram Armindo Antônio Ranzolin como narrador principal e comandante da equipe após a trágica morte de Pedro em acidente numa corrida em Viamão: a de 1974 teve Milton Ferretti Jung na narração, Ruy Carlos Ostermann e Lauro Quadros nos comentários e João Carlos Belmonte e Adroaldo Streck na reportagem; a de 1978 contou com Milton, Luiz Carlos Prates e Samuel Souza Santos para narrar, Lauro, Ibsen Pinheiro e Lasier Martins para comentar e Belmonte, Lupi Martins, Edegar Schmidt e Laerte de Franceschi para reportar (não mais estava o professor Ruy, contratado pela Gaúcha naquele ano); e a de 1982 contou com Samuel e Élio Fagundes para narração, Lauro, Lasier e Edegar para comentários e Laerte e Belmonte para reportagem. Na Espanha, uma programação foi toda dedicada ao evento, incluindo programas como "Guaíba no Mundo da Copa", que Lasier comandava das 9h30 às 11h40, e "Noites de Copa", feito por Edegar das 21h30 às 23h30.

A crise vivida pela Caldas Júnior na metade dos anos 80 causou diversas saídas (entre elas, as dos principais nomes esportivos, casos de Ranzolin e Belmonte para a Gaúcha e Lauro para a Pampa e, mais tarde, também para a Gaúcha) e quase fez a Rádio Guaíba acabar. Uma espécie de "colegiado", que incluiu Lasier Martins entre seus responsáveis, não deixou isso acontecer - embora o Correio do Povo fechasse as portas por alguns pouco anos por causa disso. Os veículos foram comprados em 1986 pelo empresário Renato Bastos Ribeiro, que decidiu que a Copa de 1986 seria transmitida por uma equipe toda sua ao invés de associada com a Clube Paranaense B2, como estava acertado que seria. Desta forma, a equipe enviada ao México teve: os narradores Milton Ferretti Jung, Samuel Souza Santos e Carlos Moacir; os comentaristas Edegar Schmidt e Laerte de Franceschi; o repórter Wianey Carlet; e o plantão Antônio Augusto, que trabalhava a partir do Centro de Imprensa. Destaco aqui o histórico golaço de Maradona em Argentina 2 x 1 Inglaterra no relato do Samuel.

A Itália em 1990 teve um marco histórico para a Rádio Guaíba: ser o único veículo brasileiro a aparecer no filme oficial daquela Copa. Foi no destaque para o fatídico Brasil 0 x 1 Argentina, quando o narrador Marco Antônio Pereira e os comentaristas Wianey Carlet e Edegar Schmidt foram mostrados em destaque - aliás, ouça aqui o gol relatado por Marco e Edegar. Além deles, o time da Caldas Júnior contou ainda com José Aldo Pinheiro para narrar e Luiz Carlos Reche, Luís Henrique Benfica e Ricardo Vidarte para reportar. Marco e Zé inicialmente dividiam as partidas da Seleção, mas o primeiro acabou escalado nas oitavas quando seria a vez do segundo conforme um rodízio inicialmente firmado - era Wianey que chefiava o esporte na época. Titular naquela Copa, Marco Antônio foi para a Gaúcha no ano seguinte e regressou à agora emissora da Record no ano retrasado.

Um novo tempo começou nos Estados Unidos em 1994: tempo de Haroldo de Souza titular da Guaíba após marcar época na Gaúcha e nela perder espaço desde a chegada de Armindo Antônio Ranzolin. Novamente como astro principal, o "Magrão" faria história com cinco Mundiais consecutivos, em todos eles ao lado de Luiz Carlos Reche na reportagem. No tetracampeonato, também estiveram os comentaristas Edegar Schmidt, Paulo Sérgio Pinto e Wianey Carlet (última Copa pela emissora por depois retornar à Gaúcha), além do repórter Luís Henrique Benfica. Curta aqui o gol brasileiro sobre os anfitriões na data máxima deles. Na França em 1998, lá estavam Haroldo, Edegar, Paulo, Reche, Benfica e também Ricardo Vidarte, que tanto narrava quanto fazia reportagem.

As Copas de 2002, 2006 e 2010 não tiveram comentaristas enviados e o único narrador a viajar foi Haroldo, enquanto Reche teve na reportagem as companhias de Flávio Dal Pizzol nos três eventos e também de Rui Guilherme (este o correspondente da emissora na CBF e atuante em simultâneo ao SporTV) tanto na Ásia quanto na Alemanha, neste país também estando Rodrigo Rodembusch para cobrir o ambiental do país em si, ao passo que o trio na África do Sul foi fechado por Rodrigo Oliveira - aliás, é com base justamente em uma monografia do "Perguntinha" que posso escrever tudo isso das copas guaibeiras, grande fonte de consulta que foi. Do Mundial de 2002, destaco aqui os gols da final Brasil 2 x 0 Alemanha com Haroldo e Reche, além de trazer aqui o jingle "Guaíba Pentacampeã" cantado por Hermes Aquino (intérprete famoso pela canção "Nuvem Passageira" e irmão de Holmes Aquino, o histórico operador técnico da Gaúcha, falecido neste sábado). Já da África em 2010, estão aqui imagens de bastidores com Haroldo, Reche, Dal Pizzol e Rodrigo se instalando no IBC.

Momentos especiais do Internacional

É dele o jogo do dia dos 60 anos da Rádio Guaíba, a primeira decisiva contra o Novo Hamburgo pelo título gaúcho. Destaco seis momentos especiais do Colorado: de 1969, o primeiro gol do Beira-Rio nos 2 x 1 amistosos sobre o Benfica com Pedro Carneiro Pereira - que também interpreta o texto "Alvorada Colorada", escrito por Milton Ferretti Jung; de 1975, o áudio quase completo do 1 x 0 sobre o Cruzeiro no primeiro título brasileiro com Armindo Antônio Ranzolin, Ruy Carlos Ostermann, Lauro Quadros, João Carlos Belmonte, Lasier Martins, Lupi Martins, Laerte de Franceschi e Antônio Augusto; de 1992, o 1 x 0 no Fluminense pela conquista da Copa do Brasil com Haroldo de Souza e Luiz Carlos Reche; de 2004, o gol mil em Grenais feito por Fernandão nos 2 x 0 sobre o Grêmio, pelo Brasileirão, de novo com o "Magrão"; de 2006, o 1 x 0 no Barcelona pelo título mundial com Haroldo, Reche e Edegar Schmidt; e de 2008, o tento de D'Alessandro em seu primeiro clássico nos 4 x 1 diante dos gremistas, pelo Campeonato Brasileiro, com Orestes de Andrade (voz do jogo de hoje) e Reche.

Momentos especiais do Grêmio

Voltado à Libertadores nestes dias por ausente da final estadual, o Tricolor também chega com seis momentos inesquecíveis documentados pelo AM 720: de 1977, o 1 x 0 no Inter pelo primeiro Gauchão ganho após oito perdidos em gol relatado por Armindo Antônio Ranzolin; de 1981, o 1 x 0 no São Paulo pelo primeiro título brasileiro com Ranzolin, Lauro Quadros, João Carlos Belmonte e Antônio Augusto; de 1983, os 2 x 1 no Peñarol pela conquista da primeira Libertadores com Ranzolin (e a mítica narração: "eu disse que acreditassem, eu pedi que acreditassem!!!") e Lauro; de 1983, os 2 x 1 no Hamburgo pelo título mundial com Ranzolin, Lauro, Belmonte e Joabel Pereira (detalhe: áudio limpíssimo gravado no próprio Japão por uma produtora local que registrou o jogo com o áudio da Guaíba, por isso mesmo havendo silêncios nas horas em que o plantão Raul Moreau participava); de 1995, o 1 x 1 com o Atlético Nacional no segundo título sul-americano com Haroldo de Souza, Edegar Schmidt, Ricardo Vidarte e Rogério Bohlke; e de 2005, o 1 x 0 na "Batalha dos Aflitos" pela Série B com o "Magrão".

Outros destaques esportivos

São momentos variados envolvendo narrações de jogos de clubes do interior gaúcho ou de outros estados, acontecimentos especiais e alguns trechos de programas. Claro que não são todos de todos os profissionais esportivos destas seis décadas que pintam aqui, mas tento na medida do possível colocar o máximo deles para representarem todos e todos. (uma observação: três nomes não aparecerão nos tópicos aqui publicados, mas estão no especial da "24 Horas" sobre jornalismo geral e variedades em presenças não-esportivas, casos de Alex Bagé no "Passarela do Samba", Carlos Guimarães no "Guaíba Revista" e Fabiano Brasil no "Sábado Total")

De 1959, a famosa trilha sonora da "Jornada Esportiva Guaíba": uma versão de "Marina", composição de Dorival Caymmi, que está na trilha do filme "Europa di Notte".

De 1962, Milton Ferretti Jung dividindo a narração da competição automobilística 12 Horas de Porto Alegre com Ênio Berwanger. "A Voz do Rádio", como Milton sempre foi chamado, não marcou época apenas lendo o jornal "Correspondente Renner", mas também narrando futebol com seu "gol, gol, gol!".

De 1966, Pedro Carneiro Pereira narrando o ponto decisivo do Brasil, representado por Thomaz Koch e Edson Mandarino, sobre os Estados Unidos em duelo da Copa Davis na Leopoldina Juvenil. Um dos maiores craques da narração esportiva na história, Pedrinho detonava não só no futebol, mas nos outros esportes também.

De 1973, um dos áudios mais tristes da história guaibeira: Armindo Antônio Ranzolin anunciando o término da "Jornada Esportiva" e a não-transmissão de Internacional 2 x 2 São Paulo e Desportiva 0 x 1 Grêmio pelo enorme abalo emocional com a morte de Pedro Carneiro Pereira, que competia em corrida de carro no autódromo de Tarumã, em Viamão, e sofreu um acidente no qual também morreu o também competidor Ivan Iglesias. A Guaíba passou a tocar músicas sacras no restante daquele domingo, em luto que estava.

De 1993, uma chamada do "Zoom", programa de fim de noite na TV2 Guaíba, no qual Fernando Vieira mostraria os bastidores da equipe de esportes da Rádio Guaíba. Aparecem na chamada o narrador Haroldo de Souza, os comentaristas Wianey Carlet e Edegar Schmidt, além dos repórteres Luiz Carlos Reche, Luís Henrique Benfica, Ricardo Vidarte e Haroldo Santos. A voz dos oferecimentos é de José Aldo Pinheiro. Pena que quem postou o vídeo tem apenas esta chamada, mas não o programa em si (imagino que não o tenha).

De 2007, vinhetas de abertura e encerramento da "Jornada Esportiva" nas vozes de Marcelo Ribeiro, Milton Ferretti Jung e Rui Strelow, vinhetas que anunciavam que a Guaíba FM (emissora marcada por uma programação refinada de músicas orquestradas e instrumentais) formava rede com a Guaíba AM. Foi uma tática para colocar seu futebol na frequência modulada, sacada que não era inédita por já feita pela Bandeirantes quando AM/FM nas 24 horas entre 2000 e 2001, mas que se mostrou tão bem feita que, para combatê-la e não ficar atrás, a Gaúcha tratou de se tornar AM/FM o dia inteiro a partir de 2008 - e, pouco depois, a Bandeirantes também adotou isso em suas transmissões. O expediente da Guaíba persistiu até 2010, quando toda ela também ficou AM/FM.

De 2009, Corinthians 0 x 1 Internacional no Brasileirão com Jacir de Oliveira, que chegou egresso do Paraná e foi tanto narrador quanto locutor substituto no "Correspondente Renner". Hoje, ele está na Transamérica de Curitiba.

De 2010, a reestreia de Mário Lima na Guaíba (após uma rápida passagem em 1999) em Internacional 2 x 3 Avaí. Tem a chamada da partida na voz de Gilberto Jr. ao som de "O Portão", com Roberto Carlos. O "Amigo da Galera" permaneceu na emissora até meio ano atrás e ficou somente na Rádio Eldorado de Criciúma.

De 2011, o plantão Flávio Fiorin apresentando o "Guaíba On Line" (programa só via internet) e entrevistando Carlinhos de Andrade, chefe da equipe Tubarão, sobre as 24 Horas de Tarumã. Além desta atração, Fiorin - que não sei por onde anda atualmente - também fez plantão e apresentou o noturno "Futebol do Interior".

De 2011, Grêmio 2 x 0 León pela Libertadores na voz de Marcos Couto, o "Gigante do Vale", que guaibeiro foi apenas naquele ano. Hoje, ele está na Bandeirantes aqui em Porto e na ABC em Novo Hamburgo.

De 2011, a final Santos 2 x 1 Peñarol da Libertadores com Gilberto Jr. Além de narrador, também apresentou programas. Atualmente, é a voz principal de Caxias e Juventude na Rádio Caxias.

De 2013, Ernani Campelo apresentando o "Plantão Esportivo" e entrevistando Milton Camargo, que concorria à presidência do conselho deliberativo do Grêmio. "Montanha" foi repórter, apresentador e também analista de arbitragem, esta função dividida na época com o também repórter Alex Bagé. O "Plantão" foi um dos mais longevos programas da Guaíba, por anos a fio em suas noites, e saiu do ar no ano passado.

De 2014, o primeiro programa apresentado pelo atual diretor, comentarista e apresentador Nando Gross na emissora: o "Guaíba Esportes", que recentemente deixou de ser veiculado de domingo a sexta para ficar apenas aos sábados. Nando teve nesta estreia (ocorrida uma semana após deixar a Gaúcha e também no ano da saída de Luiz Carlos Reche para a Bandeirantes) as companhias dos repórteres Filipe Duarte, Ígor Póvoa, Gutieri Sanchez e Cristiano Silva, além de ser reproduzido um gol do Inter nos 4 x 1 do título gaúcho sobre o Grêmio com o "Galo Missioneiro" Orestes de Andrade. Dos quatro repórteres, Gutieri e Cristiano permanecem até hoje na Guaíba, Ígor está na Grêmio Rádio e Filipe está na Band/RS. Nando ficou poucos meses no "Guaíba Esportes" (e segue desde lá e até hoje no "Repórter Esportivo" no fim de tarde) por priorizar a TV Record na hora do almoço com o "Balanço na Rede", desde então a apresentação sendo do Cristiano e, mais tarde, de Marco Antônio Pereira.

De 2015, Brasil de Pelotas 1 x 0 Fortaleza na Série C com Marcelo Cardoso e Gutieri Sanchez. Infelizmente não sei por onde anda o Marcelo, locutor surgido em Lajeado e que contou aí o gol do acesso do Xavante para a Série B do ano passado, já que a partida da volta (feita por Rafael Pfeiffer) terminaria sem gols.

De 2015, "Nocaute Guaíba" com Rafael Pfeiffer e Ígor Póvoa, meia hora semanal sobre o universo das lutas com a edição em questão tendo como convidado especial o lutador Dirley Mão de Pedra, campeão do Jungle Fight.

Brinde: anúncios publicados no Correio do Povo

São apenas alguns de momentos bem pontuais e que marcaram acontecimentos especiais do futebol gaúcho e brasileiro. Estes anúncios extraí das edições do CP disponíveis em PDF infelizmente apenas e tão somente entre a metade de 1997 e o final de 2008. Mesmo assim, tem coisas bem legais neles - que abrirão em tamanho bem maior se você clicar em cima deste "figurão coletânea" que vem logo a seguir de algumas observações:

*Ricardo Vidarte narrou a última Copa São Paulo de Juniores vencida pelo Internacional: aquela sobre a Ponte Preta em 1998. No mesmo domingo, ele e Evandro Dias Gomes (que hoje segue carreira como advogado) dividiram as reportagens no mesmo Morumbi para São Paulo x Combinado Santos/Flamengo, com Orestes de Andrade.

*Orestes de Andrade narrou os dois maiores momentos da história do Juventude: o título gaúcho de 1998 e a Copa do Brasil de 1999. Esta ele fez tanto na ida, um acompanhamento durante o Gauchão decisivo, quanto na volta, aí com cobertura 100% total. Na conquista regional, duas observações: aquela final aconteceu três dias antes do início da Copa do Mundo, para a qual na França já estavam Haroldo de Souza, Edegar Schmidt, Luiz Carlos Reche, Luís Henrique Benfica e Ricardo Vidarte; e entre os repórteres estava Gladir Azambuja, que anos depois seria narrador da Rádio Caxias. Já no título nacional do Ju, a diferenciação esteve na reportagem: a ida em Caxias do Sul foi feita pelo Daniel Oliveira, que no ano seguinte regressaria à Rádio Bandeirantes como narrador titular; e a volta no Maracanã teve Reche e Flávio Dal Pizzol, no dia do anúncio presentes no Grenal.

*Então treinador do Palmeiras, Luiz Felipe Scolari foi convidado especial na final do Gauchão 2000.

*Eduardo Gabardo completou recentemente 15 anos de Rádio Gaúcha, mas antes dela trabalhou na Guaíba - e sempre com destaque nas grandes coberturas, como mostrado nos próprios anúncios. Na final da Copa do Brasil de 2001, por exemplo, ele formou o trio de repórteres com Reche e Dal Pizzol. Note-se ainda constar o ex-árbitro Carlos Sérgio Rosa Martins, recordista em Grenais, como analista de arbitragem.

*Finais feitas no exterior movimentavam não apenas os profissionais in loco, mas outros também que giravam pela cidade com as torcidas e outros acontecimentos. Na final da Copa do Mundo de 2002, por exemplo, dois dos repórteres movimentados foram André Silva, hoje na Rádio Gaúcha, e Ramiro Ruschel, atualmente narrador do Premiere aqui no Sul. Já no Inter x Barcelona de 2006, um dos movimentados foi Felipe Bueno, que depois seria repórter da TV Bandeirantes em SP e que, atualmente, toca uma barbearia da sua propriedade por aqui.

*A ficha técnica da última rodada da Série B de 2005 aponta Edegar Schmidt como comentarista daquele Náutico x Grêmio, mas algo deve ter acontecido de última hora pois não foi ele a fazer os comentários da "Batalha dos Aflitos" com Haroldo de Souza, Flávio Dal Pizzol e Sérgio Couto, mas sim João Garcia. Ainda a destacar que Rogério Amaral, então saído da Rádio e TV Pampa, e Rafael Serra, que há alguns meses regressou à Guaíba, faziam o posto de Santa Cruz x Portuguesa com Geraldo Andrade, que não sei por onde anda.

*A quarta-feira da primeira Libertadores conquistada pelo Internacional movimentou praticamente toda a equipe de esportes. Como não esteve no jogo contra o São Paulo no Beira-Rio à noite, diferentemente de Dênis Luciano (que também foi plantão na Guaíba e hoje está na Eldorado de Criciúma), imagino que Flávio Dal Pizzol estivesse em Oslo - é que não lembro mesmo se ele fez de lá ou daqui o amistoso Noruega x Brasil ao lado de Orestes de Andrade e Vinícius Sinott. Já enquanto os preparativos pra decisão sul-americana estavam à toda, Geraldo Andrade e Filipe Gamba estavam no Recife para Santa Cruz x Grêmio, que João Garcia comentou. Na final brasileira, Edegar Schmidt tinha a companhia nos comentários do ex-treinador Otacílio Gonçalves, que por uns bons anos trabalhou na emissora. Já entre os repórteres, um que não citei ainda nesta coluna e naquela escala constava é Luciano Silveira, hoje um dos principais especialistas em futebol argentino no Brasil.

*O anúncio da final da Copa Sul-Americana de 2008 é já da "fase Record" da Rádio Guaíba e evidencia a juventude na equipe de repórteres, representada por Marinho Saldanha, Rodrigo Oliveira, William Lampert e Jeremias Wernek em contraste aos mais experientes Fabiano Brasil, Ernani Campelo e o chefe Luiz Carlos Reche.

*O único anúncio colorido desta coletânea é de 2015 e destacava o regresso de Marco Antônio Pereira à estação após 25 anos, colocando ele ao lado de Nando Gross, Carlos Guimarães (chegado no fim do ano anterior), Cristiano Silva, Geison Lisboa e dois hoje não mais guaibeiros: Flávio Dal Pizzol, que recentemente passou a atuar na Rádio Grenal, e Franklin Berwig, que era plantão e hoje toca o blog "Fazendo Número" no Final Sports.



A saideira
Reforço sempre válido: este Papo de Bola - o Site precisa de patrocinadores para se manter no ar, por não ser apenas o custo da hospedagem o necessário para tanto e sim outros ainda maiores. Se você quiser anunciar nestes escritos, clique aqui e dê uma olhada nas maneiras de como fazê-lo que muito bem vindo serás e muito agradecido ficarei. Também continuo forçosamente adotando o "Ajude o PB", de colaborações avulsas.

O COLUNISTA: Edu Cesar é criador e editor do Papo de Bola (autor também da coluna "24 Horas").

TWITTER: @papodebola
FACEBOOK: SitePapoDeBola
INSTAGRAM: EduPapoDeBola
E-MAIL: papodebola@gmail.com


LEIA COLUNAS ANTERIORES

.


 
Seja mais um seguidor do Papo de Bola e leia as manchetes do site e comentários diversos.

PAPO DE BOLA - O SITE Desde 2/6/2003 Jogue junto com este time!
Criação, produção e edição Edu Cesar E-mail papodebola@gmail.com

.