.


.

  24 Horas
  Papo de Mídia
  Rádio PB

.

.

OFERECIMENTO

.

ATENÇÃO: página melhor visualizada em 1024 x 768 - Seja bem vindo ao PAPO DE BOLA - O SITE!

.

24 HORAS
Futebol, esportes, sintonias e belas

.

Quinta, 21 de setembro de 2017 - ANO 15, EDIÇÃO 16
O sonho do tri continua muito vivo

Que não seria jogo fácil, se sabia. Mas o Grêmio superou os poréns que vinham dificultando sobretudo sua produção ofensiva nas últimas jornadas por saber que a partida de ontem valia o ano de 2017. O Botafogo foi um grande adversário, mas a tradição falou mais alto e, no fim das contas, foi merecida a passagem tricolor para as semifinais da Libertadores, nas quais terá não o Santos e sim o Barcelona do Equador.

O primeiro tempo foi eletrizante e com muitas chances de gol, ainda que nem todas diretamente no alvo, mas a maioria delas causando frisson. Cada time acertou a trave uma vez, mas o goleiro que trabalhou foi Marcelo Grohe, reflexo de que o Fogão esteve melhor na maioria dos 45 minutos iniciais. Mesmo sendo o mandante, o Tricolor não sabia se impor, reflexo não só da falta do Luan, mas também de um erro na escalação do meio de campo, erro este que Renato não se furtou a corrigir ainda depois de pouco mais de meia hora. O 0 x 0 não traduzia o que se via pois não era jogo para 0 x 0, as duas equipes precisavam bastante do gol e fizeram por merecê-lo.

A segunda etapa começou com os gaúchos ainda aquém do esperado, mas com os cariocas sem repetirem o bom desempenho da primeira. Entrou o detalhe que faria a diferença: falta cruzada pelo Edílson não no primeiro poste, como seria normal, e sim no segundo. Barrios rompeu nas costas do marcador e fez o que um artilheiro tem que fazer: botar a bola na rede, isso depois de Gatito Fernandez já ter feito importante defesa em lance anterior. O gol mudou o panorama pois a torcida, que procurou incentivar seu time no pior momento em campo, explodiu de vez em felicidade e rugiu alto no "Novo Casarão". A equipe visitante sentiu isso e não foi mais a mesma, ainda que não houvesse tranquilidade até o último apito pois houve algumas tentativas de empatar para passar.

No fim das contas, o Grêmio mereceu passar pois foi mais competente na etapa sob seu domínio do que o Botafogo naquela onde se viu melhor. Jair Ventura merece os parabéns por ter extraído o máximo de uma equipe que tem mais no coletivo que no individual sua grande virtude, foi muito além do que se prognosticava lá atrás. Mas Renato foi quem mandou melhor ao perceber um problema e consertá-lo em tempo para evitar o pior. Além disso, por mais que o futebol viva tempos modernos, certas tradições não morrem nunca. A do centroavante é uma delas. Barrios vive disso, fez o que dele se esperava. A bem maior tradição em Libertadores acabou falando mais alto e isso resultou na primeira semifinal assegurada desde 2009. O sonho do tri continua muito vivo.

Como as semifinais acontecerão somente daqui a mais de um mês (ida em 25 de outubro e volta uma semana mais tarde), tempo bastante tem o Tricolor para reparar o que falta ajustar - e por aí, entenda-se, falo do Luan, que poderia ser um diferencial se estivesse inteiro para talvez não ser tão sofrida a classificação por possuir valores individuais que mudem um jogo. O tempo que separa as quartas da semifinal imagino, mesmo sem ter o mínimo conhecimento médico desportivo, que possa ser suficiente para ele sarar 100% (ontem, já atuou 3 minutos no fim) e estar em ponto de bala na ida em Guayaquil contra um adversário que mais uma vez não deverá ser fácil como o Botafogo já não foi, por mais que conhecido de anos anteriores de um histórico totalmente favorável.

O Barcelona já enfrentou o Grêmio 5 vezes, li essa pelo grande Paulo Pires. Em todas, os azuis do Humaitá venceram. As duas últimas foram na Sul-Americana de 2012, com 1 x 0 fora e 2 x 1 em casa. Até que tenhamos a ida, Renato e seus Blue Caps (essa é nova!) jogarão seis vezes pelo Campeonato Brasileiro: Bahia neste domingo fora, Fluminense em casa no dia 1º, Cruzeiro em casa no dia 11 (separação de 10 dias de um para outro jogo por causa das Eliminatórias, lembremos), Coritiba fora no dia 15, Corinthians fora no dia 18 e Palmeiras em casa no dia 22 - e aí vale observar que, mesmo que daqui a pouco os gremistas tentem antecipar este jogo diante do Verdão para sábado por causa da viagem, não creio que levem essa pois será o jogo da TV aberta para São Paulo e parte do país. Entre a ida e a volta, haverá um duelo fora de casa contra o Avaí em 28 ou 29 de outubro.

Enquanto isso, da derrota do Santos para o Barcelona vi apenas três lances: o gol do Jonatan Álvez, que mais uma vez foi carrasco paulista pois já tinha vazado o Palmeiras em casa e repetiu agora na ida e na volta; a expulsão dele apenas dois minutos depois do gol, merecida pois cabia amarelo no cotovelo disparado no adversário - e ele já o tinha por tirar a camisa na comemoração do tento; e as expulsões do barcelonista Gabriel Marques e do santista Bruno Henrique, que baixou completamente o nível ao dar uma cusparada, algo que sempre significa perda total da razão. O clima ficou muito tenso depois da partida, com direito a vestiário quase invadido por torcedores e ônibus da delegação alvinegra apedrejado. "Climão" para sábado à noite contra o Atlético Paranaense...

Hoje, saberemos a outra semifinal. Lá atrás, imaginava-se um embate argentino. Um é certo mesmo, resta saber se o San Lorenzo manterá a vantagem de 2 x 0 ou se o Lanús reviravoltará. Outro tenho dúvidas e é o River Plate, que tomou 3 x 0 do Jorge Wilstermann, que quer confirmar a classificação em pleno Monumental de Nuñez para "lhe dar-lhe a si mesmo", como diria o Sr. Redundância Redundante, o melhor dos presentes de aniversário de 68 anos que completará no próximo domingo. E aí entra um detalhe importantíssimo: sendo vinculada à fase de grupos a ordem dos mandos, se o Lanús cair, a campanha imediatamente melhor passa a ser do Grêmio, que aí - em passando pelo Barcelona, evidentemente - faria o segundo jogo na Arena contra quem quer que fosse.

Quem perdeu é que acabou ganhando

Falo do Sport na Sul-Americana. É ele o brasileiro que irá a Barranquilla encarar o Atlético Júnior nas quartas. Só que não foi com facilidade, foi no limite. A Ponte Preta se esforçou muito e fez um gol, só que não foi tão bem assim e não mostrou muito mais para merecer o segundo, ainda que quase o obtivesse nos acréscimos, não fosse a lenda viva leonina Magrão salvar a pele de Vanderlei Luxemburgo e cia. A vantagem de dois gols no Recife foi fundamental para determinar os rubro-negros classificados. Mesmo vitoriosos no jogo, os paulistas se contentam com a sequência do Brasileirão - e terão Eduardo Baptista de volta à casamata após menos de 1 ano.

O classificado de Júnior x Sport irá ao Rio de Janeiro ou ao Equador nas semifinais, hoje saberemos. Flamengo fez sua parte ao golear a Chapecoense em jogo de arbitragem calamitosa, embora o placar tão dilatado não permita tantas queixas a mais neste sentido. Guerrero foi "rei das assistências" e Juan chegou aos 32 gols pelo clube, do qual é o segundo maior zagueiro artilheiro, atrás apenas dos 33 de Júnior Baiano. Seu adversário sai hoje de LDU x Fluminense. A vantagem é tricolor por 1 x 0, mas dava para ser por bem mais, quem acompanhou a ida sabe. A Liga tem o fator campo a favor e espera bater os cariocas de novo igual foi nas finais da Libertadores de 2008 e da Sul-Americana de 2009. Poderemos ter um Fla-Flu versão Conmebol. Tomara. Eu curtiria demais.

Enquanto isso, o Corinthians reclamou demais da arbitragem, só que sua irregularidade continuou nítida no "oxo" que resultou em eliminação para o Racing, favorecido pelo gol em São Paulo e que, assim, duelará numa das quartas contra o Libertad para, daí, sair o adversário de Independiente ou Nacional do Paraguai. Rodriguinho e Jô, desta vez, foram danosos para os alvinegros ao serem expulsos - especialmente Rodriguinho, que tinha somente dois minutos em campo e fez uma falta bandida e injustificável. Resta seguir em frente no Campeonato Brasileiro e fazer um clássico matinal dominical contra o São Paulo que promete ser trepidante. Aliás: com Corinthians, Ponte e Santos eliminados (e Palmeiras e São Paulo antes), só restou a Série A pro seu quinteto de SP.

Curtinhas

*Esqueci de falar: Hélio dos Anjos é treinador do Goiás pela "milionésima" vez. Agora vai... pra onde não sei.

*Arquivada pelo STJD a denúncia do Macaé. Entendem como regular a situação do Jobinho no Bragantino, ao contrário do reivindicado pelos litorâneos fluminenses, que assim estão mesmo rebaixados pra Série D.

*Real Madrid perdeu pro Betis em pleno Bernabéu e, além de começar mal o Espanhol com 8 pontos em 5 jogos (contra 15 do Barcelona 100%), voltou a deixar de estufar as redes depois de 82 partidas consecutivas. O último 0 merengue tinha sido num "oxo" pela Liga dos Campeões contra o Manchester City, em abril de 2016.

Sintonia PB

Começa o tópico desta "24 Horas" que está antenado no que ocorre fora dos esportes. Às novidades:

*Fazia algum tempo que não se tinha jornalistas grávidas aqui na aldeia pampeana, mas agora temos de novo uma futura mamãe: é Roberta Marques, a maravilhosissimamente lindissíssima mineira atleticana de quatro costados que é repórter de rede do "Jornal da Record". Sua filha Maia nascerá em dezembro. A ela e ao pai, o delegado Rodrigo Bozzetto, felicidades! Enquanto isso, é ver quem ficará com as matérias nacionais enquanto a Roberta cumprir licença-maternidade. Nas suas últimas férias, por exemplo, isso coube ao Cristiano Dalcin.

*Leio no Flávio Ricco que a Record decidiu retirar toda e qualquer referência ao já saudoso Marcelo Rezende do "Cidade Alerta", agora apresentado de vez pelo Luiz Bacci. Elementos como o trono do comentarista Percival de Souza foram retirados, assim como as brincadeiras, caso sejam mantidas, terão de ser renovadas - e aí (eu agora falando, não o "guru") talvez isso tenha que passar até pelos apelidos dados pelo Rezendão aos repórteres, pois eles têm muito mais a ver com quem os criou por a ele remeter do que com quem os recebeu. O jornal teve ainda uma troca na chefia de edição. Paulo Carvalho foi demitido e Mariana Ferreira, que já era do "Cidade", o substitui.

*Dica do Matheus Fraga, do Mídia no RS: hoje à noite, nos intervalos de "A Força do Querer", as afiliadas Globo da Rede Matogrossense (TV Morena do MS e Centro América do MT) lançarão sua nova logomarca.

*Começa hoje a nova temporada do "The Voice Brasil" na Globo. Ivete Sangalo é a grande novidade ao passar a incluir o time de técnicos com Carlinhos Brown, Lulu Santos e Michel Teló. Cláudia Leitte foi pro "Kids".

*Quem fez o "The Voice" como repórter de bastidores em 2012 e 2015 foi Daniele Suzuki, que hoje faz 40 anos e que atuou em novelas como "Uga Uga", "Malhação" e "Viver a Vida", além de apresentar programas.

*Nascida em 1923, Alice Ghostley morreu há 10 anos hoje fechados. Ela foi a segunda intérprete da Esmeralda na série "A Feiticeira" de 1969 a 1972, além de interpretar a Bernice de "Designing Women" de 1986 a 1993.

*Gênio dos desenhos com muitos anos de trabalho na Warner Bros. (especialmente no mítico "Papa-Léguas", mas também na turma do Pernalonga), Chuck Jones nasceu há 105 anos completados nesta quinta-feira. Falecido em 2002, ele trabalhou na MGM após ser demitido pela Warner e deu uma nova cara a "Tom & Jerry".

*Irmão 2 anos e 10 meses mais novo que o também diretor, produtor e roteirista Joel Coen, Ethan Coen faz 60 anos nesta quinta. Autor de "Arizona Nunca Mais", "Na Roda da Fortuna" e "Bravura Indômita", levou o Oscar de roteiro original por "Uma Comédia de Erros" e de filme, diretor e roteiro adaptado por "Onde os Fracos Não Têm Vez".

E fique antenado! "Sintonia PB" continua de olho no que ocorre fora dos esportes e retorna na próxima coluna.

Momento Raridade Rara

Ator de filmes como "Quiz Show" e séries como "Northern Exposure" (1990 a 1995) e "Numb3rs" (2005 a 2010), Rob Morrow chega hoje aos 55 anos. Para mim, com todo o respeito, mas nada disso aí e nem de todo o restante não citado (e olha que "Quiz Show" é de Robert Redford! rs) é maior, mais clássico e mais legal do que uma das maiores comédias estupidamente bobocas de todos os tempos: "Férias do Barulho", que o SBT vivia passando semana sim e semana também nos anos 90 e que, há muitos anos, não passa em televisão aberta - as últimas exibições foram na Globo de madrugada. Separei aqui uma cena hilária na qual o personagem de Rob, disfarçado de mulher, tenta fugir do bandido Maestro feito por Hector Elizondo. Tudo é perfeito neste filme que não é nada perfeito como exemplo, mas muito mais graça ele tem com a icônica dublagem da Herbert Richers - e nesta cena, por exemplo, temos o saudosíssimo Sílvio Navas dando voz ao personagem do Elizondo.

Clipe do Dia I

Há exatamente 60 anos, estreava na televisão a série "Perry Mason", que duraria 271 episódios até 1966 com Raymond Burr no papel-título de um advogado, personagem criado em livros por Erle Stanley Gardner e que, antes do vídeo, foi série no rádio. O "Perry" da TV veio para o Brasil na década de 60 através da Record. Posteriormente, também assistimos em nossos canais 26 telefilmes produzidos de 1985 a 1993. Destaco aqui o famoso tema musical do "Pede Maisum" (by Seu Madruga), composto por Fred Steiner e que marcou época. Aproveito aqui e também registro a versão conduzida por Dick de Benedictis para os telefilmes dos anos 80 e 90.

Clipe do Dia II

Em 1999, ela gravou aqui "Breathe", que ganhou as paradas brasileiras no ano seguinte ao ser tema da Cíntia de Helena Ranaldi em "Laços de Família", novela das 8 na Globo e que recentemente o Viva reprisou. Mas depois, ela ganharia os corações dos fãs do futebol americano ao cantar "Waiting All Day For Sunday Night", o tema da NBC para abrir as transmissões do "Sunday Night Football". Você já deve imaginar que estou falando daquela fábula assombrosamente extraordinária de loira que é Faith Hill, que também é uma tremenda cantora e que chega nesta quinta-feira aos 50 anos. Destaco aqui o tema da NFL na sua voz para o jogo Pittsburgh Steelers x Denver Broncos em 2012. Faith cantou o tema do "SNF" de 2007 a 2013, quando foi sucedida por Carrie Underwood.

Bela do Dia: Babi Ferrareze

Babi Ferrareze, produtora do "Agora o Bicho Vai Pegar", que completou 100 edições na Mix FM de São Paulo na última segunda-feira. Román Laurito? Guilherme Pallesi? Renato Tortorelli? Nada! Ela é a estrela do programa, ela é a mola-mestre, ela é o fio condutor. E não discordem!!! A torcida inteira do Palmeiras me apoia no que digo.

Clipe do Dia III

Se a dama e o cavalheiro discordarem, beleza. Mas para mim, Oasis é a maior banda do Reino Unido na sua geração. De 1991 a 2009, os irmãos Gallagher fizeram bastante coisa não só muito boa, mas inesquecível. Três delas separarei por ocasião dos 45 anos que Liam completa nesta quinta: de 1996, "Wonderwall"; também de 1996, "Champagne Supernova"; e de 2000, a minha preferida, "Go Let It Out". Todas é ele que canta.

Clipe do Dia IV

Dia dos 70 anos de Stephen King, autor de livros e contos que deram origem a filmes como "Carrie, a Estranha", "O Iluminado", "A Hora da Zona Morta", "Christine, o Carro Assassino", "Louca Obsessão" e "Um Sonho de Liberdade", entre tantos outros. Registro isso no tópico musical da coluna para mostrar três temas marcantes de filmes baseado em suas criações: o primeiro é "Pet Sematary" com Ramones, de "Cemitério Maldito"; o segundo é "Stand By Me" com Ben E. King, de "Conta Comigo"; e o terceiro é o instrumental "Buzzsaw vs. Richards" com Harold Faltermeyer, de "O Sobrevivente". Aproveite você, que me lê em território bandeirante, e diga: o que é que tem a ver Stephen King com o jornalismo da TV Globo? Respondo: tudo a ver. Lembra do "SP Já", noticiário que substituiu o "SPTV" de 1990 a 1996? Pois o tema musical de ida para o intervalo e créditos finais em seus anos primeiros foi justamente este instrumental do filme estrelado por Arnold Schwarzenegger, como atestarão aqui em término de jornal apresentado por Carlos Nascimento em 1990. A voz do "Rede Globo de Televisão" nos créditos e dos patrocinadores nos oferecimentos é do Dedé Gomes, hoje no "Primeira Hora" da Rádio Bandeirantes.

Arremate

Toda aquela papagaiada e tal... e não vai ter arbitragem de vídeo na próxima rodada do Brasileirão. Bah, CBF!!!

"24 Horas" volta antes que Marco Polo Del Nero e associados façam algo direito, seja lá o quê, um dia!

O COLUNISTA: Edu Cesar é criador e editor do Papo de Bola (autor também da coluna "Papo de Mídia").

TWITTER: @papodebola
FACEBOOK: SitePapoDeBola
INSTAGRAM: EduPapoDeBola
E-MAIL: papodebola@gmail.com


LEIA
COLUNAS ANTERIORES
VEJA
"BELAS DO DIA" ANTERIORES

.


 
Seja mais um seguidor do Papo de Bola e leia as manchetes do site e comentários diversos.

PAPO DE BOLA - O SITE Desde 2/6/2003 Jogue junto com este time!
Criação, produção e edição Edu Cesar E-mail papodebola@gmail.com

.